(0xx11) 4033.0191 |  WhatsApp (0xx11) 9 9914.1903

Piscina tratada com ozônio

Publicado em 01/08/2015
Imagem do Artigo Piscina tratada com ozônio

O ozônio (O3), oxigênio ativo, destrói os microorganismo até 3.120 vezes mais rápido que o cloro, é o mais eficaz método de tratamento de água do mundo, com aplicações em indústrias, tratamentos municipais, medicina, odontologia e piscinas.

Aplicado na desinfecção da água, o ozônio faz o papel de agente microbiológico e oxidante, ou seja, é o único que combate todas as sujeiras existentes na água da piscina como: bronzeadores, óleos, hidratantes, maquiagem, filtros solares, fluídos do corpo, cabelos, suor, urina, fezes, secreções, vírus, bactérias, protozoários, algas e fungos.

Além disso, um dos principais diferenciais do ozônio é que ele elimina também as cloraminas (substância produzida a partir da reação do cloro com as impurezas presentes na água), que são as verdadeiras vilãs das piscinas, pois agravam problemas alérgicos e respiratórios, causam ardência nos olhos, ressecamento na pele e nos cabelos, descamação do esmalte das unhas, além de deixar cheiro desagradável na água e no corpo.

Porém, o ozônio deve ser sempre utilizado em conjuto com o cloro pois, além de ser uma exigência legal no país, é o único que possui ação residual, fazendo com que a piscina fique sempre protegida